Arquivo para fevereiro, 2011

Passeio da Praia de Poniente em Benidorm, Espanha

A orla marítima de Benidorm recentemente ganhou cara nova!

Foi construído na Praia de Poniente um passeio inspirado nas falésias e no movimento das ondas do mar. A proposta além de embelezar a orla, era que a construção servisse de área de transição sem barreiras da rua para a praia, além de resolver problemas como coleta de esgoto e os canais pluviais. O espaço ficou bastante versátil, já que é utilizado também como área para lazer, prática de esportes e contemplação da vista do mar.

Os materiais utilizados foram o concreto, mobiliário urbano e madeira na parte que dá acesso a areia. Além das formas e texturas, o chão foi todo pintado com cores vivas que quando visto de cima tem um efeito incrível!

Além de resolver questões ecológicas, a construção deixou a orla muito mais atraente e divertida!


Restaurante Mazzo em Amsterdam

Situado em um edifício tradicional da cidade onde antes era um conhecido club da cidade está o Mazzo. Projeto da Concrete of Amsterdam o restaurante foi construído para ser um lugar para todos os momentos e pessoas. Ideal para começar o dia com um verdadeiro expresso italiano, para um almoço de negócios ou para um jantar descontraído! Há também uma área especial para crianças, onde é servido um cardápio adaptado para os pequenos.

A decoração é composta por cadeiras misturadas, paredes e tijolos aparentes e grandes armários e estantes de madeira onde ficam expostos diferentes produtos da cultura italiana como garrafas de vinho, latas de tomate e vidros de azeite que dão bastante identidade para o restaurante.  Grandes e divertidos retratos com imagens de diferentes tipos de pessoas comendo estão em exposição nas paredes que deixam a casa mais cool!

Mazzo

Rozengracht 114
Amsterdam

Design Brasileiro – Paulo Mendes da Rocha

Paulo Mendes da Rocha

Paulo Mendes da Rocha, um dos mais importantes arquitetos e urbanista brasileiro, assume uma posição de destaque a partir de um premio que recebeu em 2006 chamado Pritkzer, cuja titulo se refere à  arquitetura contemporânea em termos mundial .

Sendo ele um exemplo do pensamento estético caracterizado como a Escola Paulista, tinha como um lema a arquitetura “crua, limpa e clara”. Apresentava soluções formais  facilmente apreendidas e vistas como uma “verdade estrutural” da arquitetura.

Assinou importantes projetos arquitetônicos em São Paulo tais como o museu Brasileiro da Escultura (Mube), o pórtico da praça Patriarca, a reforma da Estação da Luz e o ginásio do Clube Paulistano.

No âmbito mobiliário, não deixou por menos, foi o criador da famosa Poltrona Paulistana que possui uma estrutura em aço flexível com assento e encosto por uma capa de couro ou tecido. A Paulistano foi também editada em pequenas series, e em 2009, entrou para a seleta coleção permanente do Museu de Arte Moderna (MoMa) em Nova York.

Em 1981, projetou um espreguiçadeira com chapa e aço. A Chaise Longue.

Segundo Paulo, “O que a arquitetura pretende é amparar as atividades humanas. São elas que vão fazer brilhar toda a cidade”. Vejamos alguns bons exemplos deste brilhante profissional.

Estação da Luz em São Paulo

Museu Brasileiro da Escultura em São Paulo

Pinacoteca do Estado de São Paulo

Praça do Patriarca em São Paulo

Chaise Longue

Poltrona Paulistano


Beatriz Milhazes e suas mil cores

Beatriz Milhazes

Carioca formada em comunicação, Beatriz Milhazes faz parte de um grupo de artistas chamados de “Geração 80”, composto por artistas plásticos que conquistaram espaço no mercado depois da exposição que aconteceu no Parque Lage em meados de 1980.

Suas obras com inspiração nos projetos de Burle Marx, no Barroco, nas telas de Tarsila do Amaral, entre outras referências, estão cada dia mais em alta. Milhazes hoje tem destaque internacional, com suas obras em acervos de museus como MoMa, Metropolitan, Guggenhein, além de exposições itinerantes em várias cidades do mundo e até mesmo painéis para projetos comercias, como o da livraria Taschen de Nova York – que já postamos aqui no blog – , em que a artista pintou 39 murais, cada um medindo 3.7m de altura.  

O elemento principal de suas obras é a diversidade de cores e formas geométricas em diferentes variações, sejam essas em colagens, pinturas e sobreposições. Em 2008, sua tela “O Mágico” (2001) foi arrematada em um leilão em Nova York pela bagatela de R$1.049 milhões de dólares, valor até então nunca alcançado por nenhum outro artista brasileiro vivo.

A artista tem fila de espera por uma de suas obras, mas ela não muda sua maneira de criar e continua a produzir no máximo sete telas por ano. Segundo Beatriz, “Sem a cor a imagem não acontece. Quando a sinfonia das cores não funciona, a sedução acaba.”

Fizemos uma seleção de alguns dos trabalhos dessa artista contemporânea que esta com tudo que é a cara do Brasil!

O Mágico - 2001

Beleza Pura - 2006

Moon - 2007

Serpentina - 2003

Metrô de Londres

Metrô de Londres

Livraria Taschen em Nova York


“Casa da Montanha” em Nova Lima-MG, por David Guerra

Projeto arquitetônico contemporâneo, valorização do design brasileiro na decoração e bastante interação com as montanhas que rodeiam a casa, assim é a Casa da Montanha, localizada do condomínio Arvoredo em Nova Lima.

O arquiteto Davi Guerra procurou utilizar bastantes elementos naturais na construção da casa, como madeira, pedras e bambu, para não fugir muito do contexto em que a casa está inserida, bem no alto do condomínio e rodeada pela natureza da região! Todos os quartos da casa tem saída de frente para a piscina além da bela vista das montanhas.

Além dos clássicos como Saarinem e Charles Eames, Davi Guerra optou pela escolha do design brasileiro. Móveis do Carlos Motta, Sergio Rodrigues, do estúdio Nada Se Leva, da marcenaria Etel Carmona entre outros, foram muito bem colocados o que deixou os ambientes ainda mais bonitos e únicos!

Essa premiada casa é um convite á contemplação da natureza. Aproveite!


Design Brasileiro – Jorge Zalszupin

Jorge Zalszupin (1922)

No ano de 1949, desembarcava no Rio de Janeiro o polonês Jerzy Zalszupin. Formado em arquitetura na Romênia, começou sua carreira no escritório de arquitetura do seu conterrâneo Luciano Korngold, no estado de São Paulo. No início não podia assinar pelos seus projetos, por não ser brasileiro, mas depois q            ue se casou e teve sua filha no país, recebeu sua nacionalidade e pôde abrir o próprio escritório. Foi a partir daí que surgiu o Jorge Zalszupin, designer e artesão de móveis. Fundou sua marca, a L’Atelier em 1959, com a proposta de um lugar para criações conjuntas , na produção de poltronas como a Dinamarquesa, a Paulistano entre outros móveis, que hoje são reeditados pela marcenaria Etel Carmona.

Em 2010, Zalszupin, aos 88 anos, depois de 45 anos sem criar uma peça, desenhou a poltrona Verônica  em homenagem a sua filha. A “Verônica” e outros móveis desenhados por Jorge Zalszupin encontram-se á venda e em exposição aqui no showroom da São Romão.

 

Carrinho de Chá

Poltrona Dinamarquesa

Banco Capri

Mesa Pétalas

Poltrona Paulistana

Poltrona Veronica


Casa do arquiteto Carico

A casa do arquiteto Carlos Alexandre Dumont, mais conhecido como Carico, é o nosso tema de hoje. Ela fica no condomínio Bosque da Ribeira em Nova Lima, e como podemos ver ….no meio do mato!

A casa é simples, pequena e aconchegante. O arquiteto cuidou de cada detalhe com muito bom gosto. As peças de design e obras de arte compõem o cenário, de uma forma única. Isso porque muitos dos móveis, como por exemplo, a mesa da varanda em aço inoxidado, a cortina de tela de galinheiro, a mesa central de madeira e folhas de ouro, a estante de aço e madeira, os bancos da área externa e outros, foram desenhados por ele mesmo. Inclusive, alguns fizeram parte de ambientes que Carico fez nas edições da Casa Cor de Minas Gerais.

O projeto arquitetônico da casa não é de autoria do próprio, ela já foi comprada pronta. Ele estava fazendo um projeto em um local próximo e ficou atraído pelo lugar por ser distante da cidade, no meio do mato. A casa foi toda reformada de maneira em que a mata envolta fosse a protagonista do projeto. Segundo o arquiteto, ele não tinha intenção de disputar com a natureza, muito pelo contrário, tudo que queria era sentir como se estivesse assentado no jardim enquanto na verdade esta dentro de casa. Como podemos ver, o quarto do casal recebeu uma espécie de estufa, com uma sala de teto e paredes em vidro que permite a entrada de sol, necessária para aquecer o ambiente sem perder o contato com a natureza.

A casa passa por constantes mudanças, visto que o proprietário tem verdadeiro fascínio por móveis, e pela casa em si. 


Salada de Frutas com Suco de Manga e Mel

Ingredientes

1 manga Palmer cortada em cubos
1 maçã Fuji com casca e cortada em cubos
1 mamão Papaya cortado em cubos
10 cerejas cortadas ao meio
1 pêra portuguesa cortada em cubos
10 uvas Thompson

Suco de Manga:
1 manga Haden
1 xícara (chá) de água

2 colheres (sopa) de mel

Modo de fazer

1. Em uma tigela misture todas as frutas cortadas.
2. Para o suco, bata no liquidificador a manga com a água até formar um suco.
3. Junte o suco de manga as frutas cortadas. Coloque o mel e misture bem. Leve para gelar antes de servir.
*Você pode variar o suco de manga por suco de maracujá, laranja ou tangerina.
*Se gostar de um sabor mais exótico coloque folhinhas de manjericão na salada de frutas. Fica divino!
*Experimente também com folhas de hortelã. Elas dão um sabor mais fresquinho ainda para a salada de frutas.

Rendimento: 4 porções
Tempo de preparo: 1 hora
Dificuldade: Fácil

 

Perfeita para um fim de semana de sol e calor!!!


Design Brasileiro – Branco & Preto

Muita gente já ouviu falar, mas poucos sabem da historia desta marca que sobrevive há tanto tempo. Foi em 1962, quando seis jovens – Roberto Aflalo, Jacob Ruchti, Miguel Forte, Plínio Croce, Carlos Milan e o Chinês Chen Y Hwa – se uniram e começaram um empreendimento de uma nova marca que hoje é uma das mais renomadas de todos os tempos, a Branco & Preto.

A princípio esses jovens abriram uma loja de artesanato e decoração com moveis de desenho moderno, matéria-prima nacional e acabamento impecável. Rapidamente caíram no gosto da alta sociedade paulista, e muitos investidores donos de escritório de arquitetura apoiaram, pois acreditavam que este mobiliário não agredia as construções modernistas as quais em São Paulo tanto se usava.

Com um design sóbrio e elegante que remetia ao trabalho de Mies van der Rohe, Charles Aemes, Mc JaCobb e Frank Loyd Wright, esses jovens vanguardistas romperam com a idéia de moveis gordos e avantajados, como eram até então usados e apreciados.

A loja passou por momentos difíceis, e após se mudarem para a Augusta, a principal rua de loja de móveis em São Paulo, após 5 anos fechou as portas.

No entanto, a historia não parou por ai,em 2004, esses mesmos moveis passaram a ser reeditados pela empresaria Etel Carmona. Segundo Etel, as peças obedecem exatamente aos modelos originais, e possuem uma modernidade atemporal, de encaixes perfeitos, impossíveis de serem industrializados.

Este casamento do Branco & Preto com Etel, não poderia ser melhor! As madeiras nobres como jacarandá e mogno,foram substituídas por espécies certificadas. Mais uma vez, a marcenaria Etel Carmona, assina uma parceria de sucesso, que tanto agrada a quem realmente procura por exclusividade.

Na São Romão você pode conferir este resultado.

Poltrona M1

 

 

Mesa Branco & Preto

Mesa de Ripas

Mesa Aranha


Corner da Aesop na Merci Concept Store em Paris

A Merci, loja do momento em Paris, inaugurou em Dezembro um “corner” temporário da marca de cosméticos Aesop. A marca teve uma sacada inteligente e criativa para expor seus produtos de liquidação.

Em um pequeno canto da Merci, sob comando do arquiteto australiano Rodney Eggleston, foi montada uma instalação que mais parece uma obra de arte, composta por 4.500 caixas de papelão da Aesop seguradas por uma imensa rede de pesca que vai do teto ao chão da loja! Em baixo da instalação o arquiteto empilhou mais caixas formando um display onde estão expostos os produtos da marca. Os produtos da Aesop somem diante da instalação, por isso Rodney Eggleston os destacou com lâmpadas suspensas posicionadas diretamente nos cosméticos.

Estratégia genial e de baixo custo, mas que tem dado o que falar na Merci!

Merci Concept Store
111 Boulevard Beaumarchais
75003
Paris – França