Arquivo para março, 2011

Alberta Ferretti Flagship em Milão

Para quem esta  de malas prontas para a Feira de Design de Milão segue uma dica para amantes de moda e arquitetura.

 Em um respeitado edifício do século XVIII, no coração de Milão está a Flagship Alberta Ferretti. Respeitar os traços da arquitetura neo-classica foi um exigência e logo, ponto de partida para os arquitetos do Sybarite UK Architecture começarem os trabalhos.

Os arquitetos criaram um ambiente extremamente simples para poder destacar a feminilidade e leveza das roupas. A loja é repleta de cômodos ligados por arcos, mantidos da construção original. Nas araras, as peças estão expostas em cabides com sistema magnético bem moderno. A estrutura já existente do edifício e os elementos esculturais de Alberta Ferreti criaram a atmosfera perfeita para valorizar as coleções e ficaram super de acordo com o conceito elegante da marca.

Alberta Ferretti Flagship
Via Montenapoleone 18
Milão, Itália

Avenue Road, loja de móveis contemporâneos em Toronto, Canadá

Em um antigo edifício do ano de 1907 onde funcionava a “Gas Company” de Toronto, Canadá, foi inaugurado em 2010 o gigante showroom da Avenue Road. A restauração do prédio de 15 000 metros ficou por conta de Yabu Pushleberg, que trouxe de volta as formas originais e as qualidades históricas do local.

A loja é famosa pela excelência, sofisticação e qualidade dos móveis e adornos vendidos. Além dos itens anteriores, a Avenue Road tem uma proposta bastante parecida com a da São Romão, juntar móveis clássicos e contemporâneos no mesmo ambiente de maneira coerente.

A Avenue Road tem outro ponto em comum com a São Romão, vende vários móveis de aclamados designers brasileiros como Sergio Rodrigues, Jorge Zalszupin, Arthur de Mattos Casas, Claudia Moreira Salles, Etel Carmona, entre outros, o que prova a qualidade do design brasileiro, que há tempos vem encantando o mercado internacional!


M Coffee em Tehram por Hooman Balazadeh

Pouca foi a variedade de matérias na construção do M Coffee em Tehram , Irã, porém a precisão na escolha e na forma de utilização destes foi certeira pelos arquitetos do Hooman Balazadeh. Basicamente o charmoso café foi construído com base em dois matérias, a madeira que esta presente no piso e nas paredes e o telhado todo em níveis que recebe iluminação interna e chama bastante atenção.

As cores escolhidas tanto nos móveis quanto no teto foram intencionais e remetem elementos que lembram a bebida que dá nome a casa. As cadeiras e sofás em couro marrom, as mesas em madeira ebanizada e o teto na cor creme deixam bem claro que ali você vai desfrutar de um bom café!


Sunset Chapel em Acapulco por BNKR Arquitectura

Mais uma pedra em meio as montanhas de Acapulco! Assim é a Sunset Chapel, projeto do escritório BNKR Arquitectura. A capela foi construída toda em concreto com as paredes vazadas para entrada de iluminação e circulação de ar.

O cliente em todo o momento quis valorizar a bela vista que se tem do terreno em que a capela se encontra, o que deu bastante trabalho para os arquitetos, já que o terreno possui grandes árvores e uma enorme pedra que não tinham como e nem podiam ser retirados dali. Logo o projeto foi construído com base nesses obstáculos, exemplo disso está no nível da capela, que teve de ser elevado 5m do solo, e na bela vegetação envolta.

A localização estratégica foi na intenção de que o sol se ponha bem atrás da cruz do altar, o que a deixa ainda mais bonita!


Galleria Cheonan na Coréia do Sul por UNSudio

“Se os museus estão se transformando em supermercados, por que então deve lojas de departamento não se transformar em museus?” Foi a partir dessa observação que nasceu esse grandioso e ousado projeto dos arquitetos de Amsterdam do UNStudio, para a loja de departamento Galleria Cheonan que por sinal ficou magnífico!

Durante o dia a construção já chama atenção pelo tamanho e imponência e na parte da noite atrai todos os olhares por conta das animações e efeitos de luz que são projetados em toda a fachada. O interior todo branco diminui a necessidade de iluminação artificial e valoriza os produtos em exposição.

Além da praça de alimentação, a loja também conta com espaços reservados para programação cultural, incluindo exposições e desfiles de moda.


A volta do Cobogó

Elemento arquitetônico tipicamente brasileiro, o cobogó, assim chamado com base nas iniciais do sobrenome dos inventores (Coimbra, Boeckmann, e Góis), está de volta!

Assim como a moda resgata itens do passado para lançar tendências, a arquitetura também. Esses charmosos tijolos vazados vem ganhando releituras supercontemporâneas nas mãos dos arquitetos.

Os cobogós foram muito utilizados nos anos 50 e 60 para embelezar fachadas e também dividir ambientes, porém com o tempo sumiram dos projetos arquitetônicos. Hoje eles voltaram e viraram peça chave já que possibilitam entrada de ar e iluminação de forma natural, além de deixar o ambiente mais descontraído e com um charme retrô chic!


Design Brasileiro – Alfio Lisi

Alfio Lisi

Graduado em Arquitetura e Urbanismo pena Universidade Estadual Paulista – UNESP, Alfio Lisi descobriu sua paixão pela marcenaria em sua passagem pela Faculdade de Artes, onde aprendeu o básico e começou sua carreira de designer de móveis.

Logo que se formou, abriu seu escritório onde desenvolvia projetos paisagísticos, arquitetônicos e também de design. No ano de 2002 abriu sua marcenaria e foi a partir daí que se dedicou a arte de desenhar móveis.

Alfio Lisi faz questão de acompanhar de perto todo o trabalho e verificar pessoalmente suas peças antes delas saírem da marcenaria. Segundo o designer, “A madeira é um material bastante democrático. Com grande tecnologia ou um simples canivete, pode-se fazer algo com uma peça nobre ou mesmo sobras de madeira…” 

 

Banco Abaporu

 

Banco Jangada

 

Mesa Belenzinho

 

Mesinha Chega Aqui

 

Poltrona Bonfim

Rack Janete

 


Nova sede do “Guggenheim Museum” em Abu Dhabi por Frank Ghery

Previsto para ser inaugurado no final de 2011, o “Guggenheim  Museum” de Abu Dhabi  será o maior dos quatro já existentes!  O projeto mais uma vez ficou a cargo do arquiteto Frank Ghery, que vai erguer o prédio que ocupará 320 000m² em uma pequena ilha natural que fica bem próxima da capital.

Ghery pretende enquadrar o museu na água, já que este estará rodeado em três dos seus lados pelo oceano. A intenção é transformar o Guggenheim em um pólo turístico para atrair todo o tipo de público para apreciar arte e cultura. Em torno do museu principal, ficarão também um Museu Nacional, um Museu Marítimo, um Museu de Arte Clássica e um centro de Artes Performativas.


Tomás Saraceno e suas utópicas instalações

Tomás Saraceno

O artista argentino, que atualmente vive e trabalha na Alemanha, Tomás Saraceno diz que ao olhar para o céu, vê possibilidades de repensar o modo como vivemos em relação ao outro. O artista licenciado em arquitetura pela Universidade Nacional de Buenos Aires e iniciou seu interesse pelas artes na Escuela Superior de Bellas Artes de La Nación Ernesto de La Corcova.

Como os arquitetos visionários do passado, Saraceno pretende remodelar o espaço social e físico através da sua visão futurista.  Sua primeira exposição individual, MATRIX, aconteceu nos Estados Unidos e chamou bastante atenção dos críticos.

Seus trabalhos produzem visões de estruturas de transporte, de cidades flutuantes e outros tipos de construção. Suas instalações, esculturas e fotografias ultrapassam as restrições do habitat humano e sugerem um novo modo de perceber a natureza.   


Teshima Art Museum por Ryue Nishizawa e Rei Naito

Partindo do princípio do “vazio” e com inspiração em uma gota d’água que o arquiteto Ryue Nishizawa em parceria com Rei Naito criou a enigmática instalação do museu Teshima.

Nessa bela construção podemos notar traços do modernismo do século XX e influências das formas sensuais da arquitetura de Oscar Niemeyer.  Se visto por dentro, o uso do concreto aparente sugere uma instalação industrial em meio a bucólica ilha em que se encontra, mas por fora o branco prevalecente dá um ar suave e misterioso já que está em um ambiente rodeado de verde. Há também um segundo pavilhão, onde se encontra uma loja e um café.

Os visitantes sempre se surpreendem com o tamanho desta enigmática instalação que se estende por 60m ao longo do seu eixo mais longo. Mais um projeto incrível assinado por essa premiada dupla de arquitetos!