Tate Modern / Herzog + de Meuron

 

A Tate Modern em Londres recentemente foi reformada. Ninguém menos que Herzog e de Meuron para realizar tal projeto. O plano de expansão incluiu um componente vital do local: os reservatórios.

Os antigos tanques de óleo circulares foram o ponto crucial do projeto, pois representam as raízes de algo que esta por vir.

Os arquitetos tiveram a missão de atribuir ao projeto sua real origem: usinas em potencial que fazem parte da história contemporânea local.

Esculpido em concreto bruto os tanques se destacam em meio às galerias brancas encontradas acima do solo. A tentativa dos arquitetos era minimizar a interferência deles em meio à natureza local e com tudo preservar as marcas e descolorações que foi preciso para a construção.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s