Arquivo para novembro, 2012

ETEL + Carlos Motta.

IMG_5249

ETEL é considerada a marca de maior expressão em móveis de luxo do Brasil. Reconhecida no País e no mundo, e representa um trabalho de sustentabilidade muito precioso.

Frequentemente nos referimos e marca a alta costura do mobiliário que interpreta os designs brasileiros com estéticas diferentes além do DNA ETEL.

Os móveis atemporais são desenhados ou reeditados para uma excelente qualidade e funcionalidade.

O corpo de designers é composto por Etel Carmona, Claudia Moreira Sales, Isay Weinfeld, Lia Siqueira, Arthur de Mattos Casas, Dado Castello Branco, Carlos Motta e IBÁ.

Já as reedições, Gregori Warchavchik, Paulo Werneck, Oswaldo Batke, Branco & Preto, Jorge Zalszupin, Paolo Uccelo e Ricardo Fasanello.

ETEL é uma empresa familiar que hoje está presente nos principais mercados como Nova Iorque, Los Angeles, Londres, Lisboa, Zurich, Toronto entre outros.

Toda peça ETEL tem a madeira certificada, e é numerada. Quando você tem uma peça ETEL, você faz parte de toda essa história de preservação e capacitação profissional.

Recentemente a ETEL reeditou a linha Atelier do designer Carlos Motta. A linha é representada por peças enxutas, com grande qualidade ergonômica, construtiva e estética.

A São Romão esteve lá para aplaudir de pé a nova seleção. Esta maravilhosa!!! A dupla realmente se superou e sinceramente, acreditamos que será um grande sucesso!

Em breve as novas peças estarão aqui na loja.

IMG_5250

IMG_5233

Cadeira Layla –

Desenhada em 1988 para minha esposa Sibylla amamentar nossa filha Layla. Conforto, beleza, e qualidade construtiva caracterizam esta peça. A versão sem braço, desenhada em 1990, a pedido da cantora Maria Bethânia, que teve como referência a cadeira com brasil.

IMG_5263

IMG_5257

As amigas Etel Carmona e Tânia Gontijo.

IMG_5272

Cadeira Estrela

Desenhada em 1988 para minha esposa Sibylla amamentar nossa filha Layla. Conforto, beleza, e qualidade construtiva caracterizam esta peça. A versão sem braço, desenhada em 1990, a pedido da cantora Maria Bethânia, que teve como referência a cadeira com brasil.

IMG_5247

Poltrona Senior Desenhada especialmente para a Sala de Jogos do Palácio da Alvorada (Brasília –
DF), a pedido do escritório do genial Oscar Niemeyer.

Cadeira Luna Desenhada especialmente para a Sala de Jogos do Palácio da Alvorada (Brasília – DF), a pedido do escritório do genial Oscar Niemeyer.

 


Paulo Alves

 

Paulo Alves, um dos finalistas do Prêmio Museu da Casa Brasileira merece o destaque e todo o reconhecimento por todo o seu trabalho.

Formado em Arquitetura pela USP de São Carlos, Paulo iniciou sua carreira trabalhando no escritório de ninguém menos que Lina Bo Bardi e participou do projeto de revistalização do Palácio das Indústrias em 1980. Em 2004 criou a marcenaria São Paulo e começou a desenvolver suas criativas peças que com muito diz sobre a linguagem brasileira.

Uma das principais características de seu trabalho é a leveza. A cadeira Atibaia que já foi vencedora do Prêmio do Museu da Casa Brasileira é um exemplo significante de seu trabalho. Junto a Luís Suzuki, Paulo se inspirou no movimento de uma arvore em desenvolvimento.

O nome “Atibaia” refere-se à cidade onde a peça foi finalmente concebida.

O conforto foi muito pensado para essa peça, pois veja que o assento feito em madeira compensada, curvada a frio, revestida com espuma e couro ou tecido.

Este ano de 2012, a peça finalista foi o banco Charlotte, e cadeira Glória.

Aproveitamos é claro para visitá-lo e ver as novidades, como sempre tudo maravilhoso! Jajá algumas novidades estarão na loja para vocês apreciarem o trabalho deste artista.


Prêmio Design Museu da Casa Brasileira.

O 26° Prêmio do Design da Casa Brasileira aconteceu no ultimo dia 22 de novembro em São Paulo foi muito especial.

Muitas menções honrosas de várias categorias/modalidade participaram deste prêmio. Este selo do design agrega sim valor às peças, e os premiados após uma avaliação criteriosa da comissão julgadora do Prêmio Design MCB merecem todo o reconhecimento por seu trabalho.

A iniciativa deste selo visa possibilitar ao público a fácil identificação do bom design e reforça o reconhecimento, a validação e o incentivo às empresas do design nacional.

O resultado final revela um panorama de produção contemporânea brasileira e fica exposto no MCB até 13 de janeiro de 2013. Além de categorias para o mobiliário, utensílios, iluminação, têxteis equipamentos eletrônicos, equipamentos de construção, equipamentos de transporte e trabalhos escritos.

O primeiro lugar deste ano foi para o mobiliário foi a mesa Dinn do Design Jader Almeida sobre a produção da fabrica Sollos.

A mesa Dinn se destaca pelo rigor geométrico e pela leveza visual, mesmo em seus 3,00 metros de comprimento. As linhas minimalistas muito recorrentes no trabalho de Jader Almeida oferece uma ampla opção na escolha no mobiliário que esta a sua volta. As soluções construtivas da estrutura da mesa premiada são incríveis, pois além de cumprir sua função primária de forma eficiente, mantem o aspecto estético. A mistura do aço-carbono e placas de MDF revestidas de lâmina de madeira valoriza o produto e reforça uma leveza inigualável.

A mesa Dinn esta com muito orgulho exposta aqui na São Romão, e esperamos que vocês venham apreciar este sucesso!


HOTEL Hilton por MAtteo Thun.

O lobby do hotel Hilton Barcelona foi recentemente “remodelado” e o nome por trás deste projeto é Metteo Thun. Reconhecido por um estilo pós-modernista o arquiteto italiano tem uma habilidade multidimensional que o ajudou a concluir grandes projetos de hotéis pelo mundo todo.

O hotel já existe desde 1992, mas o novo lobby procurou capturar o espírito da cidade que é de muita luz e vida. Barcelona é uma cidade noturna cuja vida social é intensa.

O branco intenso do projeto o torna altamente adaptável a novas organizações de layout etc. O Lustre coral em cascata rouba totalmente a cena. Criado por Thun Jacopo Foggini, é feito de acrílico e é super leve apesar de seus 15 metros de comprimento.


Norman Foster

 

O arquiteto inglês Norman Foster é reconhecido mundialmente não apenas por seu estilo único e ousado de desenhar prédios, mas também por sua enorme preocupação com o meio ambiente.

A Foster and Partners é sinônimo de um estilo arquitetônico arrojado que concretiza obras e restaurações de edifícios em diferentes países, utilizando sempre sistemas inteligentes como os computadores. Imagine o desafio que recentemente eles aceitaram: uma casa para Elefantes indianos em Copenhagen. O projeto esta em andamento e o elemento principal foram as cupulas de vidro que possibilitam a forte ligação entre o ceu e suas mudanças de luz.

Este projeto é mais um exemplo da preocupação primordial do arquiteto: o Bem estar físico entre a obra e aqueles que ali habitaram.

O filme abaixo retrata desde suas origens em Manchester até sua importância sobre o campo da arquitetura e um apanhado geral sobre suas mais importantes obras.

Muito interessante! Vale a pena conferir….

 


GIRO de Decoração em Belo Horizonte por Maria Helena Botrel.

Acabou de sair do forno a ultima edição do mês de novembro da revista CASA VOGUE.

A nossa querida amiga Maria Helena Botrel foi à escolhida para fazer o GIRO de Decoração em Belo Horizonte e a São Romão fez parte do roteiro da decoradora.

O lugar escolhido foi um anexo de 600² cuja decoração proposta procurou usar materiais tradicionais da região e ao mesmo tempo criar uma atmosfera masculina muito requintada.

O espaço ficou maravilhoso!!  Um Parabéns especial a Maria Helena.


Georges-Frenche de Hotelaria em Montpellier

A nova Escola de Georges-Frenche de Hotelaria em Montpellier, França, foi projetada em um concurso em 2007, porem inaugurada apenas agora em setembro de 2012.

O edifício é a sede do hotel-escola Lycée Georges Frenche e o projeto foi concebido a partir de uma premissa horizontal que possibilitou o “acesso” à paisagem e atribuiu uma nova identidade urbana para área.

A volumetria escultural do projeto chamou muita atenção e conseguiu conquistar uma individualidade tanto externamente quanto internamente. Interligado por passarelas os estudantes transitam facilmente por todas as áreas.

Massimiliano Fuksas e Doriana foram os responsáveis por este projeto de interior. O funcionamento das áreas publica e os espaços dedicados ao setor gastronômico para o hotel foram muito bem pensando. Em 24 mil metros quadrados o ensino precisa ser estrategicamente pensado não apenas para os estudantes fixos mas para os turistas que por ali circulam.


AMMO

Joyce Wang em sua curta carreira, já é dono de um próprio estilo: O design WANG. Ao contrário da maioria dos designs de Hong Kong que para obter sucesso precisam construir um processo gradual de prêmios, Wang foi rápido e se destacou muito por sua conscientização da profissão.

Joyce Wang em sua curta carreira, já é dono de um próprio estilo: O design WANG. Ao contrário da maioria dos designs de Hong Kong que para obter sucesso precisam construir um processo gradual de prêmios, Wang foi rápido e se destacou muito por sua conscientização da profissão.

Para o restaurante AMMO, Wang procurou cumprir expectativas para o interior do prédio Hong Kong Asia Society que eram a de um significado histórico onde o nível de detalhamento e a presença atmosférica do chumbo estivessem presentes.

Pelas fotos podemos ver que o restaurante conseguiu transmitir exatamente essa noção de obra prima de ficção científica tais como o filme “Alphaville” de Jean-Luc Godard.

Logo na entrada três lustres esculturais em cobre ilustram este cenário. Em cada escada uma homenagem a elementos históricos tais como o teto bunker-like e a revista explosivo.Não é atoa que Joyce Wang hoje tem todas as portas abertas para o design. O projeto ficou encantador!

Nível inferior, Asia Society Hong Kong Center, 9 Disco Justiça, Admiralty
Hong Kong Hong Kong

, Wang procurou cumprir expectativas para o interior do prédio Hong Kong Asia Society que eram a de um significado histórico onde o nível de detalhamento e a presença atmosférica do chumbo estivessem presentes.

Pelas fotos podemos ver que o restaurante conseguiu transmitir exatamente essa noção de obra prima de ficção científica tais como o filme “Alphaville” de Jean-Luc Godard.

Logo na entrada três lustres esculturais em cobre ilustram este cenário. Em cada escada uma homenagem a elementos históricos tais como o teto bunker-like e a revista explosivo.

Não é atoa que Joyce Wang hoje tem todas as portas abertas para o design. O projeto ficou encantador!

localização: Nível inferior, Asia Society Hong Kong Center, 9 Disco Justiça, Admiralty / Hong Kong Hong Kong


Rue du Faubourg Saint-Honoré, 54: Damir Doma.

Damir Doma enquanto estilista possui uma suave melancolia que examina a qualidade efêmera do corpo humano.  Entre o bruto e o refinado, ele consegue qualificar uma silhueta  e ainda valorizar o mundo da arte, da arquitetura e da decoração.

O trabalho do artista é o resultado da soma entre à sombra e a luz, o moderno, a multiplicidade de identidades e elementos contrastantes.

O designer nasceu na Croácia mas cresceu na Alemanha aonde estudou em Munique e Berlim, e trabalhou com importantes nomes do mundo da moda. Com sucesso comercial hoje além de renomado seu trabalho pode ser encontrado em importantes butiques tais como: Dover Street Market, L´eclaireur, Atelier NY e Lift, Tóquio.

Projetada pelo arquiteto Rodney Eggleston, a sua loja em Paris esta em três andares e apresenta as coleções masculina e feminina do estilista. A expressão de seu trabalho ali esta bem clara: o contraste. As paredes brutas pelo reboco se contrapõem às pintadas de preto e aos acabamentos em metal dourado.


Balenciaga em Paris.

A Balenciaga também entra na onda das flagships que hoje circulam por todo o mundo. Estamos falando de Paris desta vez, na nada menos que Rue Saint-Honoré no numero 336 a poucos passos da Colette.

O nome por trás desta novidade é Nicolas Ghesquière, o diretor criativo da Balanciaga em colaboração a artista francesa Dominique Gonzalez-Foerster.

Uma inusitada tapeçaria floral, cores de mármore esmeralda verde, colunas antigas e uma decoração teatral com materiais e cores ecléticos roubam a atenção de quem passa pela tradicional rua.

Definitivamente ela expressa uma nova experiencia de varejo!