Projetos

David Guerra – Apartamento Lourdes

APARTAMENTO LOURDES
01

Este apartamento espaçoso, situado em Lourdes, um dos bairros mais charmosos da cidade, e debruçado sobre a Praça Marília de Dirceu, foi projetado para acomodar um casal com seus 3 filhos pequenos. A idéia era integrar os espaços, e os usos. A sala de estar, além de receber os amigos com elegância e conforto, serve também para um ambiente de cinema despojado, integrado ao bar, com um grande tapete confortável e uma mesa de centro baixa, dando a liberdade para as pessoas se acomodarem da maneira que preferirem para este programa.

A opção da mesa quadrada na sala de jantar era quebrar a ideia de hierarquia da mesa de cabeceira e tornar a conversa participativa a todos.

Na sala de TV, a opção do painel em laca preta, junto com o móvel home preto, era disfarçar os vários equipamentos do proprietário, além de compor com a antiga geladeira General Eletrics herdada da avó, que foi adaptada para temperatura de vinhos. Já a escolha do sofá Maralunga em couro preto e a opção por não utilizar mesa de centro, mas só mesas de apoio, era dar liberdade às crianças.

A integração dos espaços – sala de estar, bar, jantar, TV e varanda – traz leveza e fluidez ao ambiente. A decoração, com mescla de cores, materiais, texturas e estilo, traz o universo particular da proprietária, sempre adepta das coisas boas que atravessam o tempo permanecendo elegantes. Mescla de linhos naturais, couro, madeiras de vários tons, naturais ou laqueados, palha, mármore polido, granito rústico, aço e acrílico. Vários tons de cru, marrons, terra e o preto criam ao mesmo tempo uma atmosfera moderna e aconchegante que é realçada por uma iluminação de sancas, poucos pontos embutidos e o lustre do jantar. Móveis de grandes designers internacionais – como Le Corbusier, Vico Magistretti e Jaime Tresserra – e nacionais – como Sérgio Rodrigues, Jorge Zalszupin e Alfo Lisi – além de belas obras de arte e objetos com estilos e histórias diferentes – como as porcelanas Sévres do séc. XVIII, a geladeira General Eletrics e a máquina de costura da varanda, herdadas da avó; o cavalo de madeira, que lembra os tempos de infância da fazenda; e os vasos de madeira japoneses na mesa de centro – completam com personalidade o décor deste apartamento

Muitas peças desse projeto são da São Romão. A Mesa de Centro Bandeja ETEL, Carrinho de chá Vira-vira Pedro Usech, mesa lateral harpa em madeira, sofá Square na foto acima.

Abaixo : Mesa de jantar SHOGU, Sofá Square e mesas laterais Geraldo de Barros e Jader Almeida.

Poltronas de bar OSCAR, em palinha, de Sérgio Rodrigues. Na sala de TV, Mesa Lateral Chaga Aqui e Alfo Lisi por AXIS MOVEIS e São Romão.

Parabéns David! como sempre você arrasa em combinações inusitadas e de bom gosto! ficou lindo! obrigada pela parceria!

 

02

08

03

06

07

05

10

11

13

12


Hotel Puerta America, Marmo Bar + 6 º andar

hotelPuerta_006
“Dezenove dos melhores arquitetos do mundo criam o hotel do futuro em Madrid”. Cada um dos 12 andares hotel traz a marca de um talento design diferente. A estrutura externa foi desenvolvida pela SGA Studio e é uma torre bastante padrão retangular. Pawson fez as áreas comuns, enquanto Jean Nouvel projetou o revestimento da fachada e foi contratado para projetar o 12 º andar. Marmo Bar, projetado por Londres-Marc Newson, apresenta Statuario Venato em mármore branco que pesa mais de seis toneladas. As paredes e tetos são forrados com 400 tiras finas de alumínio de corte a laser.
Para Marc Newson, o projeto tem sido uma excelente oportunidade para projetar o que ele sempre quis encontrar em um hotel: Um ambiente moderno e relaxante nos quartos, onde qualquer hóspede pode se sentir confortável mesmo que seja por pouco tempo.

hotelPuerta_007

hotelPuerta_008

hotelPuerta_009

hotelPuerta_011

hotelPuerta_002

 

hotelPuerta_003

hotelPuerta_001

hotelPuerta_005

 


Philippe Starck em Istambul l MAMA SHELTER.

013_mamashelteristanbul
Istambul, como todos sabem é uma cidade histórica situada entre o Oriente e o Ocidente. Além dos maravilhosos monumentos, pontos turísticos, paisagens, Istambul esta se tornando uma cidade de design. A prova disso são os novos hotéis que estão aparecendo por lá…
Simultaneamente o novo conceito de hotel boutique cada vez mais recorrente, em Istambul é claro não podia faltar. O arquiteto escolhido é Philippe Starck e o nome o hotel é Mama Shelter. O projeto como de costume rouba a cena. Desta vez Stark foi longe: tapetes grafites espalhados e um longo caminho feito de anéis infláveis de natação sobre um teto negro.
Situado no antigo bairro europeu de Beyoglu, o novo hotel esta dando o que falar! Veja quanta criatividade…

Você sabe o que é Kitsh? puro STARK.

1. Kitsch

            Por (SP) em 14-11-2008

O kitsch é um termo de origem alemã (verkitschen) que é usado para categorizar objetos de valor estético distorcidos e/ou exagerados, que são considerados inferiores à sua cópia existente. São frequentemente associados à predileção do gosto mediano e pela pretensão de, fazendo uso de estereótipos e chavões que não são autênticos, tomar para si valores de uma tradição cultural privilegiada. Eventualmente objetos considerados kitsch são também apelidados de brega no Brasil. A produção Kitsch surge para suprir a demanda de uma classe média em ascensão, que não conseguia entender e aceitar a arte de vanguarda, com suas propostas inovadoras, mas desejava participar do “universo da arte. Esta parte da população não teve a sensibilidade artística educada e, portanto, não desenvolveu o gosto, mas queria parecer culta e apreciadora da arte, porque isto lhe conferia status social.

016_mamashelteristanbul

041_mamashelteristanbul

059_mamashelteristanbul         058_mamashelteristanbul

072_mamashelteristanbul   Mama-Marseille_nuit08

007_mamashelteristanbul

022_mamashelteristanbul

018_mamashelteristanbul

IMG_6967

Mama-Shelter-3

Mama-Shelter-4


Philippe Starck l LOS ANGELES.

Lips

O Chef Katsuya Uechi e Philippe Starck, formaram juntos uma dupla de sucesso em Hollywood. O restaurante  Katsuya é um suhibar espetacular!

Não é o mais caro e nem o melhor restaurante de Los Angeles, mas é um lugar maravilhoso com pessoas bacanas e uma cozinha oriental diferenciada.

Vale lembrar que o mobiliário que Philippe Stark ultiliza sempre varia muito, mas o que não pode faltar é sua própria criação: A cadeira Louis Ghost. Criada em 2002 é uma cadeira barroca XV feita de policarbonato injetado. O nome, une a forma a crição através da irrevencia e criativade de sempre do Design.

A boca borrada de batom nos panéis, nem se comenta….para os mais caretas é estranho, mas para quem vai mais a fundo sabe: Aguçar os nossos sentidos através da imagem, ” é o que há”.

 

 

4

5

6

katsuya_hollywood_s110210_jm

3

katsuya17110602

 


Carico l Bosque da Ribeira

_BFL6423

A CASA CLÁUDIA este mês acabou de sair do forno e escolheu o projeto do arquiteto Carico para capa. É uma varanda, no condomínio Bosque da Ribeira que fica em Nova Lima e foi reformada recentemente.

Segundo o arquiteto competir com a natureza nunca é uma alternativa para ele. No caso desta varanda especificamente, ele tentou ao máximo fazer algo sóbrio que não ofuscasse em nada a maravilha das copas das árvores que estão ali em volta. Nem mesmo uma televisão poderia entrar.

Sem o título de “Varanda Gourmet” tão recorrente nos últimos tempos, a proposta era abrigar uma pequena sala de fitness, uma varanda para um convívio social integrado a natureza, uma adega e uma grande mesa de jantar para 12 pessoas.

O lavabo foi uma das premissas dos proprietários, pois nele gostariam de trazer a tona um estilo de vidro de “Trancoso”. A solução do arquiteto foi fazer um jardim particular fechado com grandes portas de correr de vidro. O espelho sem molduras e sem apoio parece flutuar.

O arquiteto utilizou as copas das árvores como recurso para dar uma luz agradável em todo ambiente. O resultado final foi uma sensação de “Casa na Árvore”.

Os móveis que compõem o ambiente foram: Poltrona Diz (Sérgio Rodrigues), Sofá Mila , Mesa Pedro, cadeira WishBone, almofadas Elisa Atheniense, Poltronas Thais, Cadeira Rococó, bancos em madeira Pênsil (ETEL CARMONA), Puffs de corda náutica Marina (Tidelli).

_BFL6356

_BFL6379

_BFL6382

_BFL6426

_BFL6427

_BFL6451

_BFL6439

_BFL6463

_BFL6456

_BFL6452

_BFL6412

_BFL6397

_BFL6397

_BFL6329

_BFL6338


GIRO de Decoração em Belo Horizonte por Maria Helena Botrel.

Acabou de sair do forno a ultima edição do mês de novembro da revista CASA VOGUE.

A nossa querida amiga Maria Helena Botrel foi à escolhida para fazer o GIRO de Decoração em Belo Horizonte e a São Romão fez parte do roteiro da decoradora.

O lugar escolhido foi um anexo de 600² cuja decoração proposta procurou usar materiais tradicionais da região e ao mesmo tempo criar uma atmosfera masculina muito requintada.

O espaço ficou maravilhoso!!  Um Parabéns especial a Maria Helena.


Georges-Frenche de Hotelaria em Montpellier

A nova Escola de Georges-Frenche de Hotelaria em Montpellier, França, foi projetada em um concurso em 2007, porem inaugurada apenas agora em setembro de 2012.

O edifício é a sede do hotel-escola Lycée Georges Frenche e o projeto foi concebido a partir de uma premissa horizontal que possibilitou o “acesso” à paisagem e atribuiu uma nova identidade urbana para área.

A volumetria escultural do projeto chamou muita atenção e conseguiu conquistar uma individualidade tanto externamente quanto internamente. Interligado por passarelas os estudantes transitam facilmente por todas as áreas.

Massimiliano Fuksas e Doriana foram os responsáveis por este projeto de interior. O funcionamento das áreas publica e os espaços dedicados ao setor gastronômico para o hotel foram muito bem pensando. Em 24 mil metros quadrados o ensino precisa ser estrategicamente pensado não apenas para os estudantes fixos mas para os turistas que por ali circulam.


Nome do ambiente: Jardim Surpresas e Reflexão

Profissionais responsáveis: Rubens Haddad e Droysen Tomich

“O jardim de entrada de 140 m2 projetado para a Casa Cor Minas Gerais 2012 pelos paisagistas Rubens Haddad e Droysen Tomich apoia-se, sobretudo, na valorização do meio ambiente e suas ricas possibilidades. Um longo deck de madeira traça um percurso pontilhado por elementos que refletem essa intenção. O visitante confere a beleza dos arranjos de orquídeas; passeia sobre um piso de lajões da cidade de Mariana; conhece um jardim vertical irrigado na medida certa por gotejamento inteligente e que ocupa uma área passível de ser reproduzida em ambientes pequenos; relaxa à beira de um tranquilo espelho d’água forrado com grandes seixos negros laqueados; delicia-se com o perfume de charmosas e práticas hortas caseiras in boxes; atravessa um pergolado de madeira certificada. Tudo isso à luz de luminárias orgânicas produzidas na Bahia pelo designer italiano Mario Crescimbeni. A poesia dos dois artistas-paisagistas é escrita com cipós e ilustrada por uma diversidade de folhagens e plantas regionais exuberantes e exóticas. Os paisagistas oferecem ao público um convite para reflexão e mudança pessoal expresso nesse jardim sustentável. Sua ambiência sedutora e simultaneamente aconchegante desperta muitos desejos. Pequenas intervenções podem transformá-lo num ateliê, num quarto de casal, num lounge ou, ainda, num escritório. O desafio de cada visitante, a partir de agora, é adaptar esse espaço multiúso as suas descobertas particulares e sonhos secretos.”

FOTOS: Caterina Uxa.

A casa cor acabou, mas fica aqui o registro de fotos desse ambiente muito especial que a São Romão 45 teve a opotunidade de trabalhar em parceria, oferencendo os móveis para ambientação.

Poltronas Asturias por Carlos Motta, Puffs Marina por Tidelli, Horta Bandeija in box, Banco Dama, Escrivaninha de Ferro Comodity.

O ambiente ficou lindo! super poético. Parabéns!


Carico para Habitart.

Em homenagem  nosso querido Alexandre Seabra e ao Arquiteto Carico, a São Romão resolveu publicar uma importante entrevista feita na ultima edição da revista.


Centro de Referência Musical em Belo Horizonte por MACh Arquitetos

O grupo musical mineiro Uakti, conhecido por usar instrumentos não convencionais, acaba de ganhar uma casa própria em Belo Horizonte. O Centro de Referência Musical possui três pavimentos, distribuídos em três volumes cilíndricos, que abrigam, entre outras instalações, oficinas, estúdios de gravação e um auditório para 700 pessoas, cuja estrutura tira proveito da inclinação do terreno. O espaço tem diversas soluções ambientais, com destaque para a ventilação natural, a cobertura de grama sobre o auditório e um sistema de aproveitamento de água da chuva. Segundo Fernando Maculan, o arquiteto responsável, as formas remetem aos objetos criados pelo grupo.— (por Eduardo Simões)

 

R. Juramento, 1464, Saudade
www.mach.arq.br

(fonte: Revista Wish Casa)


HQE – Auditório e Biblioteca multimidia é Méricourt, França, por deAlzua+ & Atelier 9,81

O projeto para a esta biblioteca multimídia girou em torno da sustentabilidade, um incentivo da Câmara Municipal de Méricourt. Localizado em uma área ecológica de 7 hectares entre o centro e a cidade. Seu plano maior é voltado para uma praça com a qual possui forte ligação.

A área de transição entre interior e o exterior é marcada pela alternância e interferência de luz, em função do revestimento do teto que é composto por ripas irregulares que junto com o sol causam um efeito bem bacana. O ponto alto do projeto é uma sala de leitura em formato de esfera de concreto. A sobriedade do projeto foi quebrada com as poltronas “Trevo” (Orange Slice) e banquinhos de polipropileno em cores vibrantes!

Poltrona Trevo ou Orange Slice - Design Pierre Paulin que você encontra na São Romão!


Biblioteca Liyuan em Huairou, na China por Li Xiaodong

Lindo projeto em uma pequena vila próxima a Pequim.

Essa pequena biblioteca chega a ser um complemento muito moderno para a região. Trata-se de um espaço além da leitura, um lugar para contemplação silenciosa.

Li Xiaodong não quis competir com o esplendor da natureza do entorno, por isso projetou um edifício que combina com a paisagem, para isso escolheram materiais que combinam com as características regionais.

Grandes quantidades de palitos de madeira foram empilhados ao redor da casa de maneira comum, porém o efeito ficou fantástico.

O interior da biblioteca valoriza as vistas da paisagem campestre e é todo em madeira, o que o torna ainda mais aconchegante.


André Chénier Opera House flutuante na Áustria

Construída diretamente no Lago de Constança para o festival de ópera de Bregenz, Áustria, a construção foi baseada em um núcleo de concreto ancorado na base do lago enquanto pólos de madeira apóiam estruturas do palco.

A construção, como podemos ver, é um imenso rosto e tronco masculino. Com inúmeros efeitos especiais de iluminação. Uma plataforma flutuante parece ser a mão de estátua, que se move de acordo com a apresentação.

 


Tazmania Ballroom em Hong Kong por Tom Dixon

Conhecido como um dos melhores designers de móveis, iluminação e interiores de sua geração, Tom Dixon foi o responsável pelo projeto do Tazmania Ballroom.

O proprietário queria um club privado com ares britânicos mas sem o nariz em pé do inglês.

Peças assinadas por Dixon foram usadas na decoração, como por exemplo as luminárias! O projeto é bastante high-tech e cool.

O club é fascinante, composto por salão principal, áreas privativas e pista de dança, a casa chama atenção pelas mesas de sinuca douradas que magicamente são levantadas para o teto, abrindo espaço para uma das maiores pistas de dança de Hong Kong.


Parque Tecnológico de Álava no País Basco, Espanha, por Coll-Barreau Arquitectos

Resultado de um concurso de idéias, o E8 é um complexo de edifícios de escritórios, ligados de uma maneira especial com o seu entorno natural.

Em ambos os edifícios os fragmentos de vidro foram esculpidos pelo ar, eles refletem o céu, as árvores e as colinas que circundam a área de forma privilegiada, homenageando o ambiente natural que rodeia os prédios.

A fachada dupla aumenta o isolamento térmico, reduzindo as perdas no inverno e produzindo a circulação de ar no verão, o que minimiza o uso do ar condicionado e economiza muita energia.


Sackler Crossing em Londres por John Pawson

A construção que recebeu o RIBA London Special Award está localizada no Royal Boitanic Garden, um parque com 120 hectares de extensão que fica a sudoeste de Londres em uma curva do rio Tamisa. Em 2003 a UNESCO listou o parque como Patrimônio Mundial devido às suas paisagens históricas e também pelo seus significativos trabalhos nas áreas de ciência botânica e ambiental.

Em determinado ponto do parque está a ponte Sackler, toda feita de aço, barbatanas de bronze e granito preto.

A travessia pelo caminho sinuoso através da água com o deck construído  a uma distância mínima faz com que quem cruza a ponte sinta que está passeando através da água.

 

 

 


Tri-Bowl em Incheon, Coreia do Sul, por iArc Architects

O Tri-Bowl foi construído fora dos padrões arquitetônicos. Ele é composto por um piso de curvas com um telhando plano em vez de um piso plano com telhado curvo da arquitetura em geral. O memorial principal é basicamente usado para exposições. O prédio parece flutuar em um lago retangular.

Para ter acesso ao interior do Tri-bowl é necessário atravessar por uma longa ponte. Por dentro do prédio foi utilizado na estrutura um material transparente bem leve. O exterior é acabado com concreto exposto na parte inferior e terminado com painéis de alumínio com pontos de LED.


Reindeer Observatory em Hjerkinn, Noruega, por SnØhetta

O observatório Reindeer é uma obra de arte projetada por SnØhetta em meio ás montanhas do Dovrefjell National Park. A construção de 90m² é aberta ao público e serve como um pavilhão para programas educacionais de uma fundação local.

SnØhetta projetou o observatório devido à bela cadeia de montanhas que formam uma barreira entre norte e sul da Noruega.

O pavilhão dá aos visitantes oportunidade de refletir e contemplar esta paisagem vasta e rica dentro de uma obra de arte.


Ponte Arganzuela em Madrid por Pedro Cobo

Executada por Pedro Cobo e desenhada por Dominique Perrau a Ponte Arganzuela consiste em dois braços de 278 metros que ligam um ponto do parque ao outro.


Tex-Tonic House 1 em Londres por Paul McAneary

O cliente tinha o desejo de ter um grande loft funcional e contemporâneo no centro de Londres, o arquiteto Paul McAneary apresentou uma proposta e venceu a concorrência. O espaço na verdade é resultado da junção de dois apartamentos em que o arquiteto aproveitou bem o espaço e não poupou no uso de materiais naturais.

A área íntima é relativamente pequena se comparada com as áreas de convivência, já que o morador adora receber amigos e dar festas em casa, por isso o arquiteto construiu uma sala multiuso bastante espaçosa.


Oslo Opera House na Noruega por Snohetta

Criação do aclamado arquiteto Snohetta a Opera House de Oslo ficou incrível!

Diferentes matérias, cores, texturas e temperaturas foram vitais para a concepção do edifício. Os matérias escolhidos por Snohetta representam os elementos que definem os espaços do prédio, o arquiteto utilizou pedra branca para o “tapete”, madeira para a “onda” da parede, além de metal e muito vidro na área externa.

Quando visto a noite, o edifício torna-se difuso, a grande parede de madeira do foyer é iluminada e a construção ganha uma outra cara, o interior acaba por se tornar a fachada, o que mostra o quão interdependentes interior e exterior são.


Eco-park em Qingdao, China, por GMP Architekten

Foi lançado o próximo a costa do Mar Amarelo em Qingdao na China o projeto do Eco-park, condomínio totalmente voltado para uma vida sustentável.

Posicionado entre as montanhas e o oceano em um espaço de 10 quilômetros quadrados o projeto integra a proporção mais alta possível de fontes de energia renovável, incluindo água, eólica, geométrica e solar.

A região favorece por ter um número acima da média de dias ensolarados ao longo do ano.


Urban Mediaspace na Escandinávia por Schmidt Hammer Lassen

O Escritório do arquiteto Shcmidt Hammer Lassen foi o vencedor do concurso internacional cujo prêmio foi ter o privilégio de fazer o projeto do Urban Mediaspace, que será a maior biblioteca pública da Escandinávia.

Trata-se de uma imensa biblioteca à beira-mar em Aarhus, no oeste da Dinamarca.

A biblioteca é concebida como um centro social e não apenas um lugar para pegar livros emprestados. É um espaço dinâmico com diferentes interiores e exteriores, áreas de lazer e espaços para eventos, palestras e lançamentos de livros.

Urban Mediaspace faz parte do plano de regenerar as docas de carga no porto de Aarhus e coloca-lo no roteiro cultural da região.


Martin Luther Church em Hamburgo, Austria por Coop Himmelb(I)au

Projeto bem ousado para uma igreja. A construção de aço auto-sestentável com formas mirabolantes e teto em estuque foi montada em um cais no Mar Báltico.

A camada externa é composta por três camadas de chapas de aço soldadas em curva e só o telhado mede 23 toneladas.

O telhado foi construído em quatro partes e soldados no próprio local.

A torre do sino da igreja, de 20 metros, também foi fabricada com ajuda da tecnologia da construção naval.

O interior é diferente das tradicionais igrejas que estamos acostumados mas o resultado ficou lindo!